Homenagem ao Dia Internacional da Mulher

Hoje é nosso dia meninas!!!

 E quando digo meninas, são para as de 15, 20, 30, 40, 50, 60... Sim, porque nós mulheres somos um misto de gatinhas e leoas, e isso nos tornam especiais.
 Eu poderia falar sobre a força da mulher, da mãe que ama seus filhos incondicionalmente, das nossas paixões avassaladoras, das amizades verdadeiras, das nossas fragilidades, mas resolvi escrever um texto mais profundo que homens e mulheres possam ler e refletir um pouco. Um presente de alma, para alegrar e iluminar esse dia tão especial, o nosso dia! Espero que gostem!

 E também peço licença para dedicar esse post para minha querida mãe, Luzia, com todo meu amor!

A Flor de Lótus
 A Flor de Lótus possui características muito especiais, como por exemplo, ela nasce na lama e só abre quando chega à superfície, sua beleza é impar, delicada, perfumada. Suas pétalas possuem a propriedade de repelir microrganismos e poeira, e quando a flor morre elas apenas secam, não caem como a maioria das flores. Ela também regula sua temperatura a aproximadamente 35°, semelhante ao corpo humano.


No budismo ela é considerada um símbolo sagrado de elevação e expansão espiritual, representa o puro. Conta a lenda budista que quando Siddhartha (que mais tarde se tornaria Buda), tocou o solo e deu seus primeiros sete passos, sete flores de Lótus cresceram. Assim cada passo do Bodhisattva é um ato de expansão espiritual. Por isso, normalmente os Budas em estado de meditação aparecem sentados sobre a Flor de Lótus completamente aberta.

 Independente da crença de cada um, o que eu gostaria neste dia, é que vocês possam refletir sobre seu poder interior, sua verdadeira beleza. Que não importa o quão feio e doloroso está o ambiente ao seu redor, você tem a força e capacidade de nascer e crescer tão bela e pura, quanto uma Flor de Lótus. E que também podemos repelir toda energia negativa do ambiente e nos manter "limpos", pensem nisso!

 "Assim como a lótus brota de dentro da escuridão de lama para a superfície da água, florescendo somente depois que se elevou acima da água e por permanecer imaculada sem se contaminar nem com a terra nem com a água que o nutriram, da mesma forma a mente, nascida do corpo humano, desabrocha suas verdadeiras qualidades depois que se elevou acima das torrentes lodosas da paixão e da ignorância, e transforma as forças obscuras das profundezas em brilhantes e puros néctar da consciência iluminada."
(Govinha, pg.89 in Philip Kapleau: Os Três Pilares do Zen)


Um Feliz Dia Internacional da Mulher prá vocês!



Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino