Judô mais que um esporte, um estilo de vida!



A Importância do Judô

  Pode-se definir o Judô como a ciência que estuda os poderes potenciais do corpo e da mente, assim como o modo mais efetivo de aplicá-los às atividades de combate. Daí implica o estudo das leis de gravidade e dinâmica, em sua relação com o funcionamento do corpo humano.

  O Judô é um esporte saudável que pode ser praticado por crianças, jovens e adultos de ambos os sexos, proporcionando-lhes um melhor equilíbrio psicológico. Através da prática do Judô consegue-se o aprimoramento técnico, físico e espiritual, uma vez que o Judô não é apenas aperfeiçoar as técnicas para ser imbatível nos campeonatos. Ele envolve a formação espiritual do praticante, tomando o judoca apto a enfrentar todos os obstáculos da vida de forma honesta e sempre leal.


  O treinamento de Judô é árduo como as dificuldades que enfrentamos no nosso dia-a-dia. Portanto, o bem-estar dos praticantes é gratificante e compensador, levando-os, pelos treinamentos de ataque e defesa, a se aperfeiçoarem e a contribuir com algo para seu próximo, sendo útil à sociedade. Esta é a meta final da disciplina do Judô, isto é, o que realça a verdadeira beleza e que valoriza o Judô como educação.

  Tendo em vista ainda que o judô seja um dos esportes com maior número de praticantes federados no mundo e que a maior parte destes encontra-se em idade escolar, supõem-se então ser fundamental que os profissionais de Educação Física devam estar preparados no mínimo para orientar adequadamente esse público.


 Esta arte marcial se diferencia das outras artes marciais porque consegue atender crianças de todas as faixas etárias.

 Especificamente em idade pré-escolar, as crianças estão descobrindo o mundo, seu corpo e suas capacidades. Nesta idade é muito importante a estimulação motora da criança.

· Através do judô a criança pode experimentar movimentos novos e diferentes;
· Pode melhorar a coordenação motora;
· Consegue ter um domínio corporal melhor para executar os movimentos e consegue ampliar o seu “acervo” motor com essas experiências.


 Essa possibilidade de conhecer novos movimentos, melhorar a coordenação e explorar o domínio corporal, tem uma influência direta com aprendizado escolar. Geralmente, crianças com bom domínio corporal, boa imagem motora e que exploram suas habilidades corporais, melhoram a sua auto – estima, sua autoconfiança e conseqüentemente isso reflete positivamente no rendimento escolar, a criança está mais apta para receber e assimilar os estímulos, tanto motores como intelectuais. 


 Por isso crianças que tem estimulação positiva nesta idade, muito positivamente serão adultos com bons desenvolvimentos motores, dinâmicos, ponderados, sociáveis, enfim, pessoas de bom senso, além disso, o Judô consegue interferir no caráter do praticamente, uma vez que esta arte tem sua filosofia voltada para o bem estar físico, mental e social.

  O Judô também auxilia àquelas crianças que são extremamente tímidas e tem dificuldade de socialização. Apesar de ser uma modalidade individual, o Judô prioriza o trabalho em grupo, a amizade e a disciplina. O judô, nesse caso, deve ser usado como um meio para desenvolver a criança, tendo como objetivo final vencer a timidez e melhorar os relacionamentos. Outro cuidado que se deve ter com a prática, não só desta modalidade, mas de todas, é com a competição precoce, o objetivo maior nessa idade é incentivar e fazer com que a criança tome gosto pelas atividades físicas e principalmente pela modalidade.

 O Judô atua desta forma como um meio para auxiliar o desenvolvimento das crianças, e sua prática deve refletir em casa, na escola e na vida social, possibilitando que seus praticantes tenham uma vida harmoniosa com seus semelhantes.



  A atitude moral autêntica é concebida através do rigor do treinamento, que induz a humildade social, a perseverança, a tolerância, a cooperação, a generosidade, o respeito, a coragem, a compostura e a cortesia. 

As experiências obtidas durante o treinamento, por tentativa e erro e pela aplicação das regras de luta, impõem mudanças de atitudes, elevando o poder mental da imaginação, redobrando a atenção e a observação e firmando a determinação. 

Quanto falhas do conhecimento social e de moralidade constituem-se em problemas, um método de ensinar a cortesia entre as pessoas e melhorar a atitude social torna-se importante e, por isso, o Judô, desempenha papel relevante nesse contexto, como instrumento de formar e lapidar os verdadeiros caracteres morais do ser humano.

Sensei Frank Kita
                                                             

Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino