Morando sozinha ou com o namorado: uma casa em sua responsabilidade

Começo dizendo que esse post é dedicado a uma amiga que jamais vai ler esse texto. Digo isso porque ela detesta computador e se passar 20 minutos da SEMANA na internet é muito (oi?). Não é daquelas que aceita conselhos e tudo mais, e só me conta as coisas querendo ouvir que está certa.. enfim, vou escrever aqui tudo o que eu gostaria de falar pra ela, já que pode ser um objetivo de muita gente, né?



 Essa amiga fica maravilhada pelo fato de eu morar com o Renato. Ela mora com os pais e mais três irmãs. Em algumas oportunidades eu conto uma coisa ou outra da rotina da minha casa e aquilo parece um sonho pra ela! Resolvi postar aqui todas as vantagens e desvantagens que eu percebi, saindo da casa dos meus pais e indo morar com o meu namorado.



Vantagens - não vou colocar muitas, porque tenho certeza que quem quer morar sozinho já pensou em todas elas:
* Ninguém pega suas coisas escondido. Tá sempre lá, onde você deixou; Meu namorado não vai pegar emprestado minhas meias e meus batons, como minha mãe fazia.


* Quer fazer uma festa na terça a tarde, quinta de manhã, sexta a noite... pode! A casa é sua! (mas lembre-se dos vizinhos..)



* Você consegue assistir aquele programa que passa só uma vez por semana, porque não tem que dividir a tv com mais ninguém; (em casa revezamos, quem fica na internet não escolhe o programa de tv e vice versa)



* Come o que quer, na hora que quiser e quantas vezes der na telha;


* Você faz seus horários. Não tem que acordar sábado de manhã pra ajudar a irmã a fazer faxina ou pai com as compras do mês, sabe?



Desvantagens - situações pra pensar se isso é realmente o que você quer:

* Você nunca vai chegar em casa depois de um dia cansativo e estressante e comer uma comida quentinha, feita na hora e te esperando. A não ser que você tenha uma funcionária em casa ou seu namorado trabalhe em horário diferente do seu. Depois de um dia longo você ainda tem que cozinhar ou comer algo pronto.




* A festa foi ótima.. agora, sabe quem vai limpar tudo? Adivinha?


* Na pressa pra sair de casa, você faz aquela bagunça pra procurar a chave. Encontra e sai. Chegando em casa, cansada.. olha lá a bagunça ainda! Tudo do jeito que você deixou.



* Nada acontece sozinho: lavar louça, lavar, pendurar, recolher, passar as roupas, lavar a casa, tirar o pó, arrumar, consertar alguma coisa que quebrou.. imagina tudo o que você faz na casa de seus pais, + tudo o que sua mãe faz, + tudo o que seu pai faz.. então, é o trabalho de todo mundo, só pra você e/ou seu namorado.


* Situação: a conta de água vem aquele absurdo. Você sabe que deve ser um problema no encanamento porque, morando sozinha, economiza onde pode pra pagar todas as contas (água, luz, telefone, internet, prestação de algum móvel ou objeto pra casa, gasolina, supermercado..) e você nunca ia gastar X. Liga pro encanador.. ele só pode ir na sua casa no seu horário de trabalho, que é o horário dele também! Se faltar no serviço, cortam seu dia. Se não faltar, mais um mês de conta de água mais cara. E aí?



* Lembrando sempre: Se ficar pendurada no telefone, a consequência não é sua mãe gritando no final do mês. É você com o lápis e papel na mão fazendo contas de onde cortar pra pagar aquela conta de três dígitos..

* Você é daquelas que não mata nenhum inseto e dá chilique subindo em cima da cadeira? Esquece de morar sozinha, porque se não matar a barata naquela hora, você vai passar o resto da eternidade pensando onde ela está e se ela não vai subir em cima de você na hora de dormir.

* No mercado, as coisas chatas (também conhecidas como desinfetante, papel higiênico, sabão em pó, sabonete, farinha) são as que você precisa mais, e as legais (chocolate, refrigerante, sucos em caixinha, bolos e iogurte) são as que quase menos vão entrar no carrinho.


* O emprego tá horrível mas você não pode sair até encontrar outro, pois você depende da sua renda pra manter sua casa!



* Feriado = dia de lavar cortinas, edredon, tapete e cozinhar o feijão.



Eu sei que a lista de desvantagens é grande. E isso foi só o que eu pensei nesses últimos 10 minutos. Mas eu queria que vocês realmente percebessem que morar longe dos pais não é aquela coisa colorida e feliz que vemos nos filmes. Tudo o que eu descrevi acima aconteceu comigo! E no lance da água, eu tive que faltar do trabalho e eles cortaram dois dias no meu ponto! Mas felizmente, no final das contas... eu AMO viver assim!



Então se todos esses itens não te desanimaram, te dou as dicas que eu queria ouvir quando tomei essa decisão:

* Os dias de adaptação são horríveis/emocionantes. Se não morar com ninguém você vai sentir um pouco de solidão e se morar com o sortudo, vai rolar umas brigas no começo (também conhecidas como tênis no meio da sala, toalha molhada na cama, prato em cima da mesa depois da janta, lixo com a tampa aberta..).



* Se for morar com o namorado, decida ANTES de se mudar como será a rotina financeira da casa. Vão dividir as contas? Não aconselho separar as responsabilidades por boletos, senão vira 'você fica horas no chuveiro só porque eu que pago a água'. Veja quanto você e ele podem disponibilizar e pague tudo com a soma de vocês dois.
* Sozinha ou com ele, faça uma planilha de custos. Deixe sempre um dinheiro guardado, pois nunca se sabe quando vai precisar de um encanador, eletricista, etc.
* Programação é a palavra! No meu caso, eu sempre deixo a noite tudo ajeitado para o dia seguinte. Café da manhã, roupas, bolsa, coisas de banco e etc. Se eu acordar atrasada ou acontecer algum imprevisto, já está tudo organizado e pronto.


*Aprenda a usar uma furadeira, desentupir pia e tirar mancha de roupas, mas...
* se existe alguma possibilidade de você se machucar feio, tomar um choque, cair, escorregar.. não faça nada sozinha! Pra quem você vai pedir ajuda?
* Segurança sempre! Alarme, cerca elétrica, grade e tudo mais é sempre bom. Também é bom assegurar que a casa está em perfeitas condições..já morei numa casa com a fiação tão antiga e eu nem sabia que tinha que chamar o eletricista pra olhar. Um dia eu tava assistindo tv e os fios começaram a pegar fogo na parede! Imagina se eu tivesse dormindo...
* Sempre deixe um miojo e um pacote de bolachas guardado. Uma hora você vai precisar, confie em mim.
* Deixe os seus remédios (sou contra a automedicação, tô falando daqueles pra cólica, dor de cabeça ou os que já foram receitados) sempre em fácil acesso. Compre sempre no dia que acabar, senão vai adiando.. até o dia que você vai precisar, doente e não vai ter.
* Guarde o comprovante. Seja lá o que você comprou ou pagou, guarde o maldito comprovante.

Lembrando que eu nem entrei na questão específica de morar com o namorado. Na verdade, eu não considero isso como um test drive pro casamento. Eu já me sinto casada, então acho que esse post serve de ajuda para os recém casados ou juntados, como eu.

Ufa! Quanta coisa! Acho que escrevi mais do que deveria.. e se posso resumir: programa-se! Programe seu dinheiro com as contas, seu horário com os afazeres e a rotina da sua casa! Tudo está em suas mãos agora, e se deu certo com todas as mulheres até hoje, vai dar certo com você. Mas tem que querer de verdade, porque ser bom não significa que é fácil...

 Só não se esqueça nunca de aproveitar sua vida! Acho que todos nós temos saudade da época da criança, depois da escola, faculdade.. amanhã você vai sentir falta do seu hoje! Então tire umas horas pra ouvir música, ver um filme engraçado, fazer um dia de beleza com as amigas em casa.. porque a responsabilidade vai crescer, mas ser feliz torna tudo mais leve! ;D

E aí, decidiu?


Comentários

  1. amei o post...penso nisso quase todo dia, afinal estou noiva e pretendo me casar nos próximos (acho que três) anos... Penso na responsabilidade de saber que você terá que pagar todas as suas contas...e um ponto que você não falou mas que eu acho que será o pior pra mim é sentir aquela falta da família, não apenas da comida pronta e da casa arrumada, mas o barulho dos meus pais conversando de manhã enquanto eu ainda estou na cama...meu irmão chegando de carro com o som alto...isso acredito eu será o mais difícil pra mim...

    ResponderExcluir
  2. Tem isso também! Nos primeiros dias, era tudo tão estranho e diferente que eu lembro que me sentia num hotel, ou dormindo na casa de alguém, sabe? Parece que a casa não era minha.. eu só senti que aquela era minha casa com o tempo.

    Mas vai ser um misto de saudade e empolgação, porque você vai sim sentir falta da sua família, mas vai ficar feliz em ver sua casa dando certo.. o primeiro jantar pros amigos, festa de aniversário e até quando comprar um movel novo, vai ser uma alegria.. eehhehe

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino