1º Congresso de Visagismo - Tânia Lacerda e Jô Souza

 Ainda no primeiro dia de congresso a Dra. Tânia Lacerda, falou sobre "A boca, o foco do olhar". Onde ela explicou como o visagismo pode e deve ser integrado à odontologia.

"Antigamente nós pedíamos para que o paciente resgatasse fotos, modelos e lembranças de como ele era. Porém o visagismo trás algo a mais, ele trás a possibilidade de, além de devolver aquilo que ele tem, se o paciente quiser transformar, potencializar e ter uma imagem ainda melhor do que ele tinha, isso é possível."


 Alertou sobre a importância de mais profissionais estarem atualizados: "Se o técnico começa a pensar no dente apenas do jeito que ele acha correto, fica muito bonito mas contradiz tudo que pensamos em termos de visagismo, desse conceito proposto por Philip Hallawell, que leva em conta além da beleza, essa parte da emoção. Então toda equipe precisa trabalhar integrado, não adianta o dentista ser visagista e o técnico não saber do que se trata."


 Jô Souza, professora de Moda da Universidade SENAC, palestrou sobre Visagismo na Moda. Durante sua palestra modelos desfilavam no palco.


 Falou sobre a consultoria de imagem, que estuda o indivíduo como um todo, dentro de um contexto social, político e econômico, não dividido em suas partes.
 Nas novas tecnologias, como os tecidos inteligentes que protegem contra os raios ultravioleta, dores e doenças como febre e até mesmo de câncer.
 "A moda hoje é muito mais pautada em novas tecnologias e novos aparatos de tecidos, pois a gente vive reinventando o passado, assim como na beleza." Citando o cabelo de Amy Whinehouse como uma releitura de Brigitte Bardot nos anos 50.


É encantador e super abrangente, não acham?
O post de amanhã está imperdível com a palestra de Janine Goossens e Paulo Cordeiro.

Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino