Resoluções de fim de ano

Na minha época de adolescente eu tinha uma agenda super grande, e eu colocava tanta coisa nela que nem fechava direito. Desde papel de bala até fotos e cartas que eu recebia. Hoje creio que os jovens não fazem mais isso, até porque não tem agenda, tem tablets... Mas toda página 31 de dezembro eu colocava algumas resoluções do tipo: estudar mais, emagrecer, entrar na academia, não sair do inglês...



Até que um dia em uma aula da faculdade, não me lembro bem porque mas estávamos comentando sobre esse assunto. Ai minha professora comentou: : "Eu não faço nada disso.. a gente faz aquela lista enorme e nunca consegue cumprir. Eu reflito sobre meu ano e escolho uma palavra pra trabalhar no próximo. Eu escolhi a PACIÊNCIA. E é nisso que eu vou focar. Todo ano eu vou trabalhando nos meus defeitos pra sempre me tornar uma pessoa melhor."

Sabe quando uma pessoa te fala uma coisa e você leva isso pra vida? Foi o que aconteceu. Naquele e em todos os anos seguintes da minha vida eu escolhi uma palavra pra guiar minhas atitudes e escolhas. No primeiro foi Determinação, que eu precisava pra conseguir trabalhar o dia inteiro, estudar a noite e fazer os trabalhos de madrugada. Em 2009 foi Coragem, pois eu tinha me formado e sabia que tudo na minha vida ia mudar. Cidade, trabalho, rotina, tudo ficou diferente e eu morro de medo de mudanças drásticas. Geralmente eu desistia antes de tentar. 


No ano seguinte, 2010 foi Gratidão, pois estava enfrentando muitos obstáculos profissionais e não queria deixar nunca de estar agradecida por um ter emprego que desse pra pagar o aluguel da minha mãe, as parcelas dos moveis da minha então futura casa, minhas contas.. rs...


Em 2011 foquei na Felicidade. Meu trabalho se tornou cada dia mais árduo e eu só chorava. Então eu me lembrava da palavra que escolhi para aquele ano e tentava fazer algo que me fizesse feliz. Resolveu tanto que eu engordei 5kg, pois foi o ano que eu descobri meu amor pela cozinha e por fazer doces. 


Em 2012 usei a palavra Paciência, pois as coisas não estavam acontecendo na velocidade que eu queria. Eu era muito ansiosa. Tanto, que o médico chegou a receitar remédio. Mas eu sabia que se tornaria um vício e não tomei, preferi trabalhar na palavra do ano.



Minha última escolha, a que eu usei para o ano de 2013, foi a mesma de 2012. Achei que ainda tinha muito a ser `consertado` em mim mesma em relação a isso, pois mudei de trabalho e tenho mais contato com o público. Acontecem todos os tipos de situações e eu preciso da paciência para ter lucidez e resolver tudo da melhor maneira possível. 


Vale lembrar que eu não me tornei a pessoa mais determinada, corajosa, grata, feliz e paciente do mundo. Mas com certeza sou uma pessoa melhor em todos estes quesitos desde que comecei a fazer isso. Tenho muito mais de todas essas características do que tinha antes e acho que é isso que importa, não? 

Na hora do problema, eu respiro fundo pra ficar mais calma e expiro mentalizando que tudo de ruim esta saindo junto com aquele ar. Lembro da palavra e tomo uma atitude. Juro, faco isso todas as vezes e SEMPRE deu certo. Deu certo para essa professora minha, deu certo pra mim e pode dar certo pra você. Conforme o tempo for passando você vai ver o quanto isso é benéfico e as mudanças que ocorrem... Bom, fica a dica! É sempre bom passar pra frente algo que fez a diferença na nossa vida.


E pro ano que vem? 2014 será meu ano da Persistência. Não vou desistir de realizar o que planejei, estou só começando minha carreira.. quando as coisas estiverem tensas, vou respirar e lembrar que eu escolhi persistir. E no final do ano que vem vou te contar que deu tudo certo.


Escolha uma palavra e seja feliz!

Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino