Tudo sobre a vacina contra o HPV


 E hoje é o Dia Internacional da Mulher, parabéns para todas nós!!!

 E para comemorar este dia tão especial, trago uma notícia muito importante. A partir do próximo dia 10 (daqui 2 dias), a vacina contra o HPV estará disponível na rede pública e entrará para o calendário anual de vacinação.

 HPV é uma sigla em inglês para Papilomavírus Humano, que é um vírus capaz de infectar as pessoas através da pele e mucosas, também é o principal causador de doenças sexualmente transmissíveis, podendo afetar homens e mulheres. Estudos revelam que 80% das mulheres sexualmente ativas serão infectadas por algum tipo de HPV (existem mais de 100 tipos).  50% dos homens e mulheres com a vida sexualmente ativa, adquirem o vírus em algum momento de suas vidas, porém a maioria não apresenta sintoma algum, por isso nem sabem que portam o vírus.


 Há 2 tipos de vacinas contra o HPV, a quadrivalente que previne contra 4 tipos (6, 11, 16 e 18) e a bivalente que previne contra apenas 2 tipos (16 e 18). Vamos entender um pouco mais?

 Os tipos 6 e 11 são os responsáveis por 90% das verrugas genitais, cujo tratamento é demorado e a recidiva frequente. Já os tipos 16 e 18 são responsáveis por vários tipos de câncer genital. Inclusive, por 70% dos casos de câncer de colo de útero, que é o segundo tipo de tumor que mais atinge as mulheres, ficando atrás somente do câncer de mama.

 A vacina é indicada para todas as mulheres entre 9 e 26 anos, independente da sua vida sexual ser ativa ou não. Porém, para garantir 100% de eficácia da vacina, o ideal é que seja dada antes do início da vida sexual. Na rede pública ela estará disponível apenas para meninas entre 11 a 13 anos.

 Se está fora dessa faixa etária e quer se prevenir, na rede particular a vacina é dada em meninas e meninos a partir dos 9 anos. Mas o preço ainda é alto, em média R$ 450,00 aqui em São Paulo.
 Nos homens além de evitar a transmissão do vírus para as mulheres, previne contra verruga genital, câncer no pênis e anal.



Dados da campanha

Início: 10 de março de 2013
Local: postos de saúde (disponível o ano todo), escolas públicas e particulares
População: meninas de 11 a 13 anos com autorização dos pais ou responsáveis
Tipo da vacina: quadrivalente
Doses: 3 doses (a segunda após 2 meses e a terceira após 6 meses)
Efeitos colaterais: dor no local da aplicação, febre, dores musculares e mal-estar geral.
Pode ser aplicada no mesmo dia de outras vacinas, porém é contra-indicada para gestantes por falta de dados seguros sobre os efeitos nessa população.

 Vale lembrar que todas as vacinas dadas em postos de saúde, ficam disponíveis o ano todo e não somente durante as campanhas.


 A vacina contra o HPV é uma medida preventiva, por isso, deve-se complementar o cuidado com a saúde com o uso do preservativo e consultando periodicamente um ginecologista. Um simples exame de papanicolau, por exemplo, pode detectar lesões com probabilidade de evoluir para um câncer.

 A cada ano, morrem 270 mil mulheres no mundo devido ao câncer de colo de útero. Em 2011, morreram 5.160 mulheres só no Brasil e a estimativa do Instituto Nacional do Câncer é que apareçam mais 17.540 novos casos. Com o avanço da medicina, muitas vezes o diagnóstico precoce é a diferença entre viver ou morrer, por isso vamos nos cuidar.


Confira também o Calendário de Vacinação para Adultos.
Fica a dica! ;)

Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino