Bondinhos Aéreos Canela

Nosso segundo dia no Rio Grande do Sul foi em Canela, cidade vizinha de Gramado. (Clique aqui e veja como foi o primeiro dia.)

Foto retirada da internet
Lá em Canela tínhamos duas opções: o Parque do Caracol, onde tem o mirante, trilhas ecológicas, observatório ecológico, centro histórico ambiental e descer a Escada da Perna Bamba para ver a Cascata do Caracol de pertinho. Ou no Parques da Serra andar de Bondinhos Aéreos e ver a Cascata do Caracol lá de cima.


Como o nosso tempo era curto e as crianças não aguentariam os 927 degraus (nem eu! rs) para chegar na base da cachoeira, resolvemos ir nos Bondinhos Aéreos, pois eu queria muito ver de perto as esculturas que falam.


A dica neste passeio é chegar cedinho, nós chegamos logo que abriu lá pelas 9 horas, não pegamos filas, tiramos fotos e passeamos tranquilamente. O passeio de bondinho começa na Estação Central e vai até a Estação Animal, um percurso bem curto, quase frustrante. Ao desembarcar do bondinho há um mirante, onde você pode tirar fotos da linda paisagem em torno da Cascata do Caracol.

Curiosidade: a Cascata do Caracol tem esse nome, pois o rio visto de cima tem o formato de um caracol. A cascata tem uma queda de 131 metros de altura.


Depois você pode seguir por uma trilha bem gostosa, onde, se tiver sorte pode encontrar alguns bichos nativos, mas nós não encontramos nenhum. :(


E no final da trilha tem o Espaço Esculturas que Falam, local que estava muito ansiosa para conhecer.


Este espaço abriga esculturas de Masaharu Hata, imigrante japonês da província de Osaka (21/04/1938 ~ 28/03/2010). Filho de madeireiro no Japão, desembarcou no Brasil em 1964, mas somente em 1997 decidiu dedicar-se exclusivamente às esculturas, pesquisando a fauna brasileira.


Suas esculturas talhadas em madeira, por si só, já são uma grande obra prima, devido sua riqueza de detalhes, porém, o mais interessante delas é que produzem sons, sons dos animais! Havia visto uma entrevista onde ele explicava que cada tronco era escolhido de acordo com o tamanho e a espessura para que o som ficasse semelhante ao som do animal e o seu trabalho poderia levar meses.


Achei que há pouca divulgação deste local, mas é uma exposição muito especial para conhecer e levar as crianças. 


Saindo de lá, pegamos novamente o bondinho e descemos para a Estação Cascata, logo que você desembarca há um fotógrafo em uma posição estratégica que tira algumas fotos "sem compromisso", mas que todo mundo acaba comprando sabe. rs


Quando estávamos subindo formou um lindo arco-íris perto da cachoeira que eu tentei fotografar mas não sei se vocês conseguirão ver! Ah, por um pouquinho a nossa foto com o fotógrafo não saiu com o arco-íris!

Tempo de passeio: 1 hora, mas fizemos tudo meio na correria mesmo. Se quiser apreciar mais ou local ou fazer tirolesa ou se chegar mais tarde, pode calcular um tempinho a mais.

Daqui fomos direto para o Parque Temático Mundo Gelado, mas conto para vocês no próximo post! ;)

Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino