Animais de Rua, como ajudar? Parte I

Com certeza você já viu no Facebook ou em alguma rede social fotos de cachorros e gatos sendo resgatados, perdidos, anúncio de doações... e com isso aumentou muito o número de pessoas dispostas a ajudar e proteger os animais. Se você se interessa, é importante ter informações de como proceder corretamente!



1) Quero ajudar, mas não tenho tempo ou dinheiro para a causa. O que posso fazer?

 De inúmeras maneiras! Tem MUITA coisa que a gente pode fazer que ajudará a causa:

* Não deixe o lixo da sua casa na calçada. Afinal, não queremos que os cães se machuquem com latas abertas, farpas, cacos de vidro ou espinhos. Nem comam comida estragada e muito menos que fiquem perto do asfalto ondem podem ser atropelados.

* Tem alguma coberta antiga, jornal, brinquedos ou objetos para animais que não use mais? Doe!

 * Não deixe seu cãozinho dar uma 'voltinha' na rua sozinho. Nem que seja só um pouquinho!. Se for macho,vai sair e cruzar com alguma cadela na rua que vai parir e colocar novos filhotinhos sem dono no mundo. Se for fêmea, vai gerar filhotes indesejados. Nosso cãozinho deve passear somente de COLEIRA e junto com algum tutor.

*Quando procurar um animal para sua casa, adote! Amor e carinho não tem raça!

* Ninguém é obrigado a gostar dos animais, mas é obrigado sim a respeitar. Maus tratos é crime e dá cadeia! Aqui na minha cidade ligamos para Polícia Ambiental, verifique na sua cidade para onde você pode lugar e denunciar e deixe sempre esse número guardado. 




 * Castre seu animal! Você cuida com amor, carinho e atenção do seu bichinho. Mas e os filhos dele? E os 'netos'? Bisnetos'? Um animal e seus descendentes geram em torno de 64 mil filhotes em 10 anos. Será que todos vão tem um lar ou muitos serão animais de rua?



* Por isso é importante deixar a venda de filhotes para criadouros profissionais. Lá eles tem médicos veterinários que cuidam integralmente de cada cria e vendem filhotes saudáveis e com histórico de saúde dos pais, para quem realmente tem interesse em cuidar de algum bichinho de uma raça específica

* Não estimule a compra de filhotes no Natal, aniversário e etc. Animais vivem anos, tem despesas, são uma VIDA. Não é um brinquedo que depois que perde a graça, pode ser descartado. Você sabia que o número de cães abandonados aumenta nas férias? E que existem muitos que foram jogados na rua quando deixaram de ser filhotinhos engraçados e ficaram adultos ou velhos? Pense muito antes de comprar (ou vender)!



*Vacine seu animal! Assim evita que ele pegue e transmita doenças para outros. Não se esqueça que mesmo que seu cãozinho só fique dentro de casa e não tem contato com outros cachorros também deve ser vacinado. Nada de vacina de balcão de agropecuária. Escolha somente lugares com vacina importada, armazenada em geladeira e aplicada por profissional. Não é assim que você quer ser vacinado?




*Conscientize as pessoas. Muita gente não sabe da importância da vacinação, castração e adoção.


Clique AQUI para o post Parte II, sobre RESGATE. São as seguintes perguntas:

 2) Achei um animalzinho na rua e quero tirá-lo de lá. Como proceder?

3) Para onde eu levo este cão/gato?

4) Tenho condições financeiras de ajudar. O que posso fazer?

Também terá dicas e outras informações! Qualquer dúvida, deixem nos comentários!



Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino