Resenha Limpador Facial (Cleansing Oil) Clean it Zero Resveratrol da Banila Co.

Como estou começando a seguir a rotina coreana de cuidados com a pele (clique AQUI para saber mais sobre isso!), o primeiro passo é a limpeza com um cleansing oil (ou limpador facial em óleo). Já sei o que você vai pensar, que provavelmente é a mesma coisa que pensei quando ouvi pela primeira vez.

 Um produto oleoso para uma pele que vive em um país tropical? Mas eu te digo, sim! Após ler um pouco mais sobre isso (no livro da Charlotte Cho, o The Little Book of Skin Care, vem ver esse post AQUI!) fiquei um pouco menos receosa ao saber que esse tipo de cleansing oil também serve para peles oleosas e mistas, além de ser um grande mito dizer que deixa a pele com ainda mais óleo.



 Faz todo o sentido pensar que todo aquele sebo e impurezas impregnadas nos poros vão se dissolver e sair do rosto junto com um produto em óleo melhor do que um produto aquoso. Óleo com óleo, e não óleo com água. Mas como boa desconfiada que sou, o primeiro item coreano que comprei foi o passo dois, limpador em gel, que será o próximo post.

 Depois de ler algumas resenhas, descobri a linha Clean it Zero, da marca Banila Co. e além das boas opiniões, também fiquei muito feliz em saber que ele vem em textura tipo pomada, ou sorbet. São quatro opções: Classica, Purity, Resveratrol e Radiance.



O meu escolhido foi o Resveratrol, para peles oleosas. Você não fica feliz quando o produto é maior do que você esperava? Isso quase nunca acontece, né? A quantidade de produto é bem satisfatória. Vem dentro de uma caixa, junto com um plástico embalando a pá com a tampinha que será usada após tirar o lacre, e um pequeno papel com instruções em várias línguas!



Pego uma pequena quantidade, e é como se estivesse passando uma espátula num vick vaporub (existe isso ainda?). Praticamente não tem cheiro. Assim que coloco a quantidade na palma da mão, ele já se dissolve e transforma em óleo. Gente, como os sul coreanos sabem o que estão fazendo! Um óleo leve, suave. Passei ele em movimentos circulares no rosto seco, dando mais atenção a zona T e posso afirmar que a textura ainda é mais "fina" do que muito protetor solar oil free que já testei por aí.



Então entro no chuveiro e enxáguo. Em contato com a água morna, ele se torna leitoso e sai facilmente, nem parece que segundos atrás era um óleo. Após fazer a limpeza do rosto com os dois produtos, passei para o próximo passo que é o tônico, que também terá post aqui no blog.

Quando uso maquiagem (incluindo corretivo, máscara de cílios, sombras e delineador) sai bem fácil. Não uso delineador e rímel a prova d'água, mas acho que mesmo se usasse, o Clean it Zero Resveratrol removeria também. Não me causou irritação nos olhos ou em outro lugar do rosto, e senti minha pele mais lisinha e fina. Como é uma boa limpeza (mas que não chega a repuxar a pele), acho essencial o tônico e o hidratante depois.



Estou muito curiosa em testar o Cleansing Oil da Bioré, mas felizmente acho que o este produto que resenho agora vai durar um bom tempo. Se tem um ponto negativo, é a dificuldade em encontrá-lo por aqui. Fiquei meses em sites e no Mercado Livre em busca da versão verde, Resveratrol. A versão rosinha, que é a Clássica, é um pouco menos difícil de encontrar, mas eu sempre dou prioridade para produtos que foram pensados para pele como a minha.

Bom, quis fazer um post bem detalhado porque quase não encontrei nada em português sobre o produto, então, caso você tenha alguma dúvida, pode deixar aí nos comentários. Ah, sei que também tem uma versão em bisnaga, que parece uma espuma, do Clean it Zero, mas vou ficar com a textura sorbet mesmo.

Em breve, resenha do produto que estou usando no passo 2 da rotina coreana de cuidados com a pele: Limpador à base de água, ou, Water-based Cleansing.


Comentários

Postagens mais visitadas

Parceiros - Confira as vantagens de ser nosso leitor!

.

.

Siga no instagram @quartofeminino